segunda-feira, 18 de agosto de 2008

2. Tabú

Fui expulso da casa de Jesus. Dois galos no crânio . Perdi um possível cliente. No dia seguinte estava traficando de novo. Jesus se aproxima:
- Velho, não quero que tu vendas mais essas cousas. Arranje um trabalho digno de um homem de bem.
- Nem dá Jesus. Muita crise aqui na Galiléia. E judeu tu sabe como é: Não compram porra nenhuma. Restou o trafico. Vê essa fila de desempregados: – disse-lhe apontando pra uma multidão que aguardava uma vaga na construção de uma pirâmide – Nem começaram a obra e tem mais de 1000 pessoas pra vaga. Sem chance!
- Você quer trabalhar na construção da nova pirâmide??
- Tá louco??!? Isso é trampo de pião, e eu , praticamente um príncipe , não me sujeitaria a isso. Alem do que, tô ligado que o dono da obra é o árabe Naji Maia, picareta da porra...
- Seja como você quiser. Você fez a escolha e tem livre arbítrio. – Disse Jesus , levitando. Fiquei preocupado e lhe disse:
- Jesus, você precisa comer. Você esta tão leve que esta flutuando. Vamos que te pago um pastel de Belém.
- Tudo bem.