quarta-feira, 11 de março de 2009

O Puteiro

O rapaz ia a alta velocidade numa bela rodovia quando viu o cartaz:
- Irmãzinhas de São Francisco, Casa de Prostituição, 10 km.
Pensou que fosse um erro. Mas reduziu a velocidade. Um pouco à frente, lá estava outro cartaz:
- Irmãzinhas de São Francisco, Casa de Prostituição, 5 km.
Era verdade! Pouco à frente, outro cartaz:
- Irmãzinhas de São Francisco, Casa de Prostituição, entre à direita.
Entrou. Havia um grande estacionamento e, ao fundo, um prédio de pedra. Na frente, uma placa:
- Irmãzinhas de São Francisco.
Não resistiu, tocou a campainha.
Uma freira já idosa, de longo hábito negro, recebeu-o gentilmente:
- Que deseja, senhor?
- Hum… Olhei o cartaz lá fora e me interessei!
- Pois não, senhor! - respondeu a freira. - Siga-me, por favor!
Atravessaram vários corredores e a freira lhe indicou uma porta fechada.
- É aqui, senhor. Por favor, bata à porta! Em seguida, retirou-se.
Ele bateu à porta e outra freira, também idosa, também num longo hábito negro, estendeu-lhe uma caneca de lata.
- Por favor, cavalheiro, coloque R$ 100,00 nesta caneca!!
Ele colocou o dinheiro, a freira explicou-lhe:
- Siga reto até aquela porta grande! Está destrancada!
O rapaz seguiu as instruções, abriu a porta e entrou rapidamente. A porta fechou-se atrás de si. E, surpreso, viu-se de novo no estacionamento.
Bem ao lado, havia um cartaz:
“Siga em paz. As Irmãzinhas de São Francisco acabam de foder com você, seu pecador”!