quarta-feira, 2 de junho de 2010

Prostíbulos femininos nunca funcionariam

Estava refletindo acerca dos prostíbulos, casas de meretrício e outros tipos de serviço que existem apenas para nós homens. Poxa, que grande injustiça viver num mundo onde só os homens tem direito à diversão sexo-fornicatória.

Antes de mais nada, vamos explicar o que é um prostíbulo para alguém que nunca foi: é um bar/balada super discreta que você entra e todas as moças lá dentro são profissionais do sexo. Ou seja, em troca de uma quantia determinada de dinheiro elas alugam temporariamente o baixo ventre pra você.

cena1.jpg

Tipos de cenas tristes que você encontra em casas de meretrício

Não, não é coisa de perdedor fazer isso. Sim, eu sei, tem aquele papo de que existe 200 mil mulheres solteiras querendo dar no mundo, sim, eu sei tem os caras que se acham fodões e falam “o dia que eu precisar de zona eu me mato!!” ou de mulheres de que não entendem o porque de uma puta. Existem modalidades de sexo, diversas delas.

Você é casado, por isso você cessa sua atividade punhetória? Não, você continua batendo punheta tranquilamente como se nada tivesse acontecido na sua vida.

Não é porque você é casado, namora, é o mais pegador da balada ou o cara mais pornstar no mundo que você vai ignorar as mulheres da vida fácil. Ué, você pode continuar pegando sua esposa… ou pode continuar fazendo a rapa na balada… caralhos voadores, tem um dia que você QUER ir em um bar com um monte de prostituta, pagar 40 reais na garrafinha de água e se divertir com um monte de mulheres caras pra cacete! Não tente entender a lógica, mas é assim e funciona. Você pode namorar a Gisele Bundchen, por acaso você vai parar de bater punheta? Pois é, a lógica do puteiro é a mesma. Existe espaço pra tudo neste mundo e não é porque você faz uma coisa que precise necessariamente parar de fazer outra.

Ok, então eu estava pensando nestas facilidades humanas masculinas e que nos deixam altamente felizes e poxa, porque só nós homens temos isso?

Mas não, depois de um tempo pensando, cheguei a conclusão que é impossível que depois de milênios de raça humana e exploração sexual, ninguém tenha ao menos TENTADO fazer uma casa de tolerância para mulheres. O que acontece é que é simplesmente impossível disso dar certo, impossível! É certeza que alguém já tentou e logo desistiu!

Existe vários fatores que fazem o famoso PUTEIRO só dar certo com os homens.

1 – A discrição

A casa de meretrício masculina é escondida, geralmente apenas uma porta preta com um segurança de 490 kgs. Se há logotipos, são pequenos. O estacionamento não fica a vista e se você morar do lado de um capaz de NUNCA saber.

E se existisse uma casa de tolerânica feminina? Vejam as lojas de roupa/sapatos. Puteiro de mulher ia ter que ter luzes, vitrines, manequins, cartazes de PROMO… SALES… 50% OFF…. FREE PENIS… etc. Todos num raio de 150km iam ver o puteiro, o que automaticamente acaba com o propósito da casa.

2 – Código de ética

Podem falar o que for do puteiro másculo-sexo-fornicatório, mas uma coisa é óbvia, os homens ali dentro estão automaticamente aceitando um restrito código de ética que, se quebrado, vai contra a honra masculina. Se você encontra seu SOGRO saindo de um puteiro, o olhar já diz tudo e ambos concordam que nunca se viram ali. Nunca. Poderiam sentar na mesa no dia seguinte como se NADA tivesse acontecido.

Mulheres? Bom, a frase “meniiiiiiina você não sabe quem eu vi entrando na porta do tal lugar ontem! Maior bafão você precisa saber!” ia ser a frase mais proferida por mulheres no minuto seguinte a inauguração do prostíbulo feminino.

3 – Propósito

Você pode pensar que o propósito de um puteiro é apenas o sexo, mas se pensa isso está completamente enganado. A zona tem uma função sócio-economica no mundo masculino que não existe igual. É ali que são fechados 99% de todos os grandes negócios do mundo.

Sim, depois de um dia de duras negociações com japoneses, você acha que um cara esperto leva eles jantar aonde? No outro dia eles assinam qualquer coisa!

E outra, sendo que ali só tem rico, você acha que não é um lugar de se fazer um bom networking e ainda aproveitar pra dar uma bimbada em alguma gostosa?

Existe propósito no prostíbulo masculino e como não sou mulher não sei qual seria o propósito de uma zona feminina.

4 – Respeito

O respeito em uma casa de vida fácil é algo invejável. Não acho que houve no mundo alguém que brigou por alguma puta. O momento que você encosta em uma mulher ela é sagrada e ninguém vai te encher o saco, nunca.

Porra, eu já fui com um monte de amigas/namoradas na zona e nunca ninguém perturbou a gente. Nunca! O respeito é algo sem igual.

Este pra mim é o ponto crucial de uma zona feminina. Uma mulher na zona feminina não ia querer sair com o prostituto porque ele é bonito e foda e ela está morrendo de tesão por ele, ela ia querer sair com o prostituto que a amiga dela escolheu.

Ai você já viu né, ia começar aquela coisa de duas melhores amigas: “ai a fulana tá escolhendo pagar pro fulano ali comer ela você viu? Nunca que aquela piranha vai passar por cima de mim, eu vou pegar ele primeiro!!!” – E no momento seguinte teríamos a primeira morte numa casa de tolerância feminina.

É, sem chance, não é machismo, mas acho que prostíbulo só funciona com homem mesmo.




Texto descaradamente copiado do Excelente blog, Site da Morróida